Páginas

sexta-feira, 22 de dezembro de 2017

De quem é a culpa?

Foto adaptada de apodiário. Original em: https://goo.gl/ZAekj8

Desde o início do mandato do Prefeito Alan Silveira em Apodi, que a população acompanha apreensiva algumas polêmicas em torno do Hospital Maternidade Claudina Pinto. A história é longa e por aqui todos já conhecem.

Porém foi só agora no último dia 20 deste mês que a tragédia final foi anunciada, ela veio através de nota divulgada a população pela Associação de Proteção e Assistência a Maternidade e a Infância de Apodi - APAMI. A triste notícia que já parecia anunciada desde o início do ano se concretizou, fim dos trabalhos do Hospital Maternidade Claudina Pinto.

E claro, como não poderia ser diferente, logo após a divulgação da nota começou “a caça ao culpado”. Sim! Tudo o que precisamos é de um culpado, alguém que seja o responsável por essa atrocidade. Onde ele está? Para começar a caçada temos duas equipes, “Situação” e “Oposição”.

Uma verdadeira enxurrada de notas de repúdio e textões nas redes sociais são compartilhados, o foco é descredibilizar o “adversário”. Para “tropa de elite” da situação a culpa é do Presidente da APAMI, porém para “tropa de elite” da oposição o culpado é o Prefeito. Mas, será que a solução é tão simples assim? Apenas um é culpado?

Bem, vamos lá! Se você me perguntar se o Prefeito é culpado vou responder que sim, claro. Ele é o Prefeito da cidade, certamente tem algo que ele possa fazer. Mas e o Presidente da APAMI? Ele também é culpado? Sim, ele representa a instituição, deve lutar por ela com toda a sua força de vontade. E os Vereadores? Lógico que também são culpados, foram eleitos para representar os interesses da população, muito mais que divulgar notas, apoiar lado A ou B, podem usar a sua força política para ajudar a encontrar uma solução.

E nós o povão? Sim, também somos culpados. Adoramos transformar tudo em disputa, queremos acima de tudo defender o “nosso lado” somos apaixonados politicamente, beijamos as bandeiras de partidos como devotos beijam imagens sagradas. Os que estão na liderança, seja do lado A ou B, sabem muito bem como a massa se comporta diante dessas situações. São eles, que escrevem as notas, os textões e nós compartilhamos e compramos a briga. Mas, e a solução?   

Na verdade, sabemos que todo esse problema é consequência da velha disputa por poder. Acredito que já está na hora de nos tornamos melhores, pensar nas dezenas de futuras mães que nesse momento estão perdidas, sem saber como será o seu parto, um momento que seria de alegria transformado em desespero.

Precisamos fazer mais, abandonar as paixões politiqueiras, parar de votar pela emoção e deixar a razão agir. Muito mais que atacar um dos lados, vamos cobrar dos dois a solução, só apontar de quem foi a culpa não é o bastante.

Por fim, um trecho adaptado, da música, Nunca Serão do Gabriel O Pensador:
( https://goo.gl/cFvgtR)  “Quem alimenta a desigualdade da desigualdade se alimenta”. 

Vamos conversar?


Nenhum comentário:

Postar um comentário

As opiniões aqui expressas não são recomendas para, politiqueiros, extremistas, defensores de uma única religião e qualquer pessoal que não esteja disposta a analisar de forma aberta as várias formas da sociedade.

Não siga, não leia, se não estiver disposto(a) a questionar a si mesmo.

Preconceituosos, não são bem vindos!

type='text/javascript'/>